Com o avanço da tecnologia, a forma de fazer comunicação está se transformando rapidamente. O marketing tradicional, voltado para a satisfação do mercado a partir de estratégias pré definidas (produto, preço, praça e promoção) vem perdendo espaço para o marketing experiencial (ou experimental). Nessas novas ações, os cinco sentidos humanos são explorados para que o consumidor tenha uma experiência mais completa e atrativa com o produto ou serviço, além de criar uma percepção positiva da marca. Muitas empresas já perceberam o poder do marketing experiencial e estão apostando em um comunicação repleta de recursos sensoriais, como sons, aromas, texturas e sabores para chamar a atenção do seu cliente, fidelizá-lo e, consequentemente, incentivá-lo a fechar a compra. Mas como aplicar o marketing experiencial na sua franquia? Basta continuar acompanhando o nosso artigo para descobrir como o tato, a visão, o paladar, o alfato e a audição podem diferenciar o seu produto e a sua marca no mercado.

Descubra o que atrai seu cliente

Conhecer o seu cliente e o que o atrai para o seu produto é o primeiro passo para criar uma boa estratégia de marketing experiencial. Se uma empresa oferece produtos de beleza, por exemplo, o olfato e o tato são os sentidos com maior poder de atração. Se o foco são produtos alimentícios, o paladar e o olfato são imprescindíveis para despertar a atenção do público. Mas se o seu negócio não possui nenhuma característica assim tão óbvia, é possível trazer essas sensações de maneira indireta. Deixar os produtos expostos ao alcance do público (para que ele toque, brinque e explore à vontade) estimula o tato. Oferecer agrados como balas ou chocolates personalizados com a sua marca aguça o paladar. E personalizar o ambiente da sua loja com um aroma próprio proporciona bem estar e reconhecimento – quem resiste a um cheirinho de roupa de cama limpa, comida a beira do fogão ou de carro novo, não é mesmo?

Provoque

Outra forma de atrair o seu cliente de forma criativa com o marketing experiencial é provocando o intelecto ou promovendo mudanças de comportamento. No lançamento de novos produtos, especialmente de tecnologia e varejo, impactar o consumidor pela surpresa, espanto ou provocação gera aproximação e a vontade de experimentar. Enquanto que oferecer experiências físicas e estimular uma ação promove o engajamento dos consumidores com a marca. Um ótimo exemplo desse tipo de marketing foram as latinhas de Coca-Cola, que colocaram (quase) todo mundo saindo atrás de seus nomes por aí.

Explore a tecnologia certa

Seja qual for a estratégia de marketing experiencial utilizada, é preciso ter acesso à ferramenta certa. Uma escolha ou equipamento errados podem todo o seu projeto a perder! Ao explorar cores e sons no seu estabelecimento, por exemplo, é fundamental utilizar uma mídia indoor de qualidade. Caso contrário, os recursos não serão expostos com todo o seu potencial, o impacto no seu cliente será prejudicado e pior: ao invés de ser uma experiência positiva, a sua ação de marketing “mal feita” pode afetar de forma negativa a marca da sua franquia. Agora que você já sabe o que é o marketing experiencial, com certeza se lembra de alguma vez em que foi impactado por esse tipo de estratégia – ainda que seja um cafezinho sendo coado no supermercado. Deixe o seu comentário aqui no post e divida a sua experiência com a gente.